Resenha – As Tartarugas Ninja

Depois de muito tempo longe dos cinemas, as tartarugas ninja voltaram as telonas. Mas, será que foi um retorno em grande estilo? Bom, isso é que vou abordar mais adiante nesta resenha.

Antes de mais nada, importante saber que o filme gira excessivamente ao redor da personagem sem graça April O’Neil (vivida por Megan Fox em uma interpretação medíocre), uma repórter encarregada apenas em cobrir matérias do cotidiano e simplistas, nada de jornalismo investigativo ou assuntos mais sérios. Porém, insatisfeita com seu papel e querendo provar ser uma jornalista séria, ela começa a investigar por conta própria a onda de crimes causada pela organização criminosa conhecida como Clã do Pé. E, durante sua investigação April acaba descobrindo sobre as Tartarugas, uma vez que estes combatem o Clã e lutam contra o crime de modo geral, e parte em busca desta nova história.

april megan fox camera

A trama maior é um tanto quanto simplista, mas esse não é o problema do filme e sim como tudo é amarrado e conduzido. Ao se estabelecer um elo entre o passado de April, que também já possui uma ligação direta com um dos antagonistas,  com o das Tartarugas, o roteiro abusa das coincidências afim de apressar uma conexão entre os personagens, porém esta continua superficial.

O ponto forte do filme são as tartarugas: Leonardo, Rafael, Donatello e Michelangelo. Apesar do pouco tempo, podemos facilmente identificar suas personalidades e fica a certeza de que o filme deveria girar em torno deles e seu relacionamento. Mesmo aqueles que vierem a conhecê-los através desta película, provavelmente sairão do cinema com a mesma sensação. Ao focar na sonsa April, o filme deixa de nos mostrar o que realmente tem mais apelo com o espectador. Para se ter uma ideia, pode-se contar nos dedos de uma mão os momentos em que nossos heróis aparecem sem a presença da repórter.

O Clã do Pé também não é explorado e o pouco que vemos não tem relação direta com Splinter, que teve sua origem bem distorcida e segue mais próxima dos antigos filmes. Ou seja, a rivalidade clássica entre Destruidor e Splinter não está presente.

ninja turtles elevator

Com mais pontos negativos do que positivos, também podemos ressaltar as cenas de ação. Dessa vez, ao contrário dos longas lançados em meados dos anos 90, podemos ver cada herói lutando usando artes marciais, coisa que raramente acontecia anteriormente em virtude da dificuldade de se trabalhar com as vestimentas.

No fim, a volta das tartarugas ninja aos cinemas sofre do mesmo mal que os filmes dos Transformers (ambos filhotes de Michael Bay). Ficamos tempo demais seguindo personagens que não nos interessam, e pouco tempo em quem deveria ser o foco, basta olhar o título dos filmes! Então, por mais que tenha sido um sucesso de bilheteria, fica a torcida para que a já confirmada sequência aproveite os pontos mais fortes do filme, o carisma e a relação entre aqueles que deveriam ser protagonistas: As Tartarugas Ninja!

 

Ficha Técnica

Teenage Mutant Ninja Turtles – 2014
Duração: 101 minutos
Gênero: Ação, Comédia, Aventura
Diretor: Jonathan Liebesman
Roteiro:  Josh Appelbaum, André Nemec e Evan Daugherty
Elenco: Megan Fox, Will Arnett, William Fichtner, Tony Shalhoub, Alan Ritchson, Johnny Knoxville, Noel Fisher, Jeremy Howard, Whoopi Goldberg, Minae Noji, Tohoru Masamune

TEENAGE MUTANT NINJA TURTLES

 

  • Interessante, esse roteiro é “simplista”, mas Guardiões da Galáxia é complexo, denso, cheio de reviravoltas, com vários anticlímax e clímax. Ora, cuidado com a tendência a expressar seu gosto pessoal em suas avaliações. São filmes equivalentes, destinados a um público muito jovem, como o de Harry Potter, Senhor dos Anéis, Transformers ou Guerra nas Estrelas, (e nerds, é claro que ficam mais tempo nessa idade rs) um parque de diversões: “Sente-se e divirta-se”.

    • Sérgio Henrique de Araújo

      Como eu falei na resenha, o problema do filme, pra mim, não é o roteiro simplista. Como você mesmo demonstrou, vários filmes de roteiros simples se tornaram grandes obras.

      Agora, não acho equivalentes porque os personagens são completamente diferentes, assim como toda amarração.

      Tartarugas Ninja conseguiu solidificar bem a personalidades dos heróis, mas seu background é pouco explorado, sendo mais ligado a April do que aos mesmos. Ela é a verdadeira protagonista do filme e infelizmente é uma personagem rasa demais para sustentar um filme, fora o excesso de coincidências ao seu redor.

      Imagine se os Guardiões da Galáxia tivessem um outro personagem que não fosse exatamente membro do grupo, mas que aparecesse de vez em quando… Daí, pegam esse personagem e o transformam no principal, sem dar tempo suficiente para que os verdadeiros protagonistas possam brilhar. Pra mim, esse foi o defeito principal do filme das tartarugas.

      Mesmo não tendo gostado muito do filme, acho que uma continuação pode ser BEM melhor caso foquem nos devidos protagonistas.

      Guardiões é um filme que tem mais alma, coração e você percebe um tom mais autoral na direção, não é tão mecânico. Sem contar a ótima trilha sonora e forma como é naturalmente introduzida na história. Claro que é um filme para se divertir e não exige reflexões por parte do público, mas por ser muito bem amarrado e focar em quem deve acaba se sobressaindo bastante. Pelo menos, na minha opinião.

      Mas, gostei bastante do comentário. Sempre é legal ler outras opiniões, mesmo que contrárias.

      Aliás, sobre as Tartarugas, eu gosto bastante da animação atual da Nickelodeon;

  • Anônimo

    acabei de assistir o filme, e pra mim foi ótimo, pra uma franquia que a bastante tempo n tinha um destaque verdadeiramente relevante o filme deu uma guinada bacana na historia das tartarugas, poucos dos pontos negativos sobre o filme de fato são verdadeiros e imparciais, o filme peca basicamente pelo curto tempo de duração, a coincidencia é muito bem justificada, as tartarugas foram muito bem exploradas definindo cada uma, é um filme engraçado, com muita ação e lutas muito bem orquestradas.

  • Pingback: Stephen Amell (Arrow) será Casey Jones em Tartarugas Ninja 2 | Estação Geek()