Resenha – Westworld 1×04 “Dissonance Theory”

E passamos mais uma semana em que eliminamos mais algumas teorias e criamos mais outras tantas com o novo episódio, “Dissonance Theory”. Uma das teorias que podemos eliminar, por ora, é que Arnold e o Homem de Preto são pessoas diferentes, já que ele é citado pelo próprio Homem de Preto. Conseguimos, também, uma pista de que o Homem de Preto é uma pessoa bem conhecida fora do parque, porque rola um diálogo não muito aprofundado em que ele é reconhecido por um homem.

Até então, ele está ali pelo legado de Arnold, e por causa desse tal labirinto, o que poderia significar que ele conhecia o Arnold pessoalmente, e que “esse confronto” com o Dr. Ford que aparece na promo do quinto episódio já era aguardado, já que, além disso, ele já havia falado sobre o Teddy ser um cachorro no primeiro episódio, então estar ali protegendo o Dr. Ford parece não ser uma coisa tão aleatória assim.

1-rrxgybqeahriqokl6m0nxg

Pode ser que o Dr. Ford tenha matado o Arnold, e que a falha crítica provocada 30 anos atrás tenha feito com que alguns andróides tomassem consciencia plena, porque tem uma hora no primeiro episódio que o Bernard fala em desativar o chefe, com a mesma palavra que eles utilizam para todos os androides do parque quando eles vão para a câmara fria.

Que o Bernard é um androide também está ficando uma teoria em evidência, porque tem várias passagens que dão a entender isso. O Dr. Ford falando que ele é um produto de um trilhão de erros, que ele conhece a cabeça dele muito bem, são exemplos de frases ambíguas que não nos dão 100% de certeza de quem ele é realmente.

westworld-episode-2-ford-bernard-chestnut-hbo

Aliás, a cena final que marcou o retorno do Hector foi o que salvou o episódio de ser mediano, porque ele ficou constante e depois teve essa cena do roubo, com música clássica, e todas as cenas dele acabam se tornando épicas. Ele ainda tascou-lhe um beijão na Maeve, que tá cada dia mais duvidando de tudo. Então podemos esperar grandes coisas do Hector, inclusive que ele talvez possa cruzar seu caminho com o William e com a Dolores, porque ele agora anda com o Homem de Preto e todo mundo está indo na direção do labirinto.

Com a Dolores loucona da cachaça sem roteiro nenhum, talvez exista uma frase-chave pra desencadear os devaneios nos androides. Isso pode ser percebido quando o pai da Dolores fala “os prazeres brutais têm finais violentos” no episódio piloto. Ela começa a ter lembranças, e repete isso pra Maeve, que começa a apresentar algumas lembranças logo depois, também. Mas isso só foi possível com interferência externa. E na verdade, quando o Homem de Preto leva ela pro celeiro também no primeiro episódio, pode ser que ao invés de estupro, que não é do feitio dele, tenha acontecido uma reprogramação da Dolores.

screen-shot-2016-10-23-at-11-14-57-pm

Ainda tem aquela menina que é um mistério, aparentemente filha do Lawrence, mas que fala com a Dolores e não fala (já que é uma lembrança), quem é ela realmente, porque ela sabe sobre o labirinto e porque ela parece que tem uma ligação com a Dolores, ainda não sabemos. Dolores está acobertada por ora, por ter saído do roteiro, já que está com o William e visitantes podem fazer o que quiserem. Mas talvez ela esbarre com o Homem de Preto e aí veremos se o William e o Homem de preto se conhecem ou são a mesma pessoa, já que também rola uma teoria dessas por aí.

Antes do Bernard falar que ela pode procurar o labirinto, ela pergunta se tem algo errado com o modo como ela pensa. E a palavra-chave minha para ela é: falsiane. Tá mentindo esse tempo todo porque tá passando no teste de Turing sempre. Estamos de olho.

dolores_abernathy

E ainda há o questionamento sobre o labirinto ser subterrâneo também, já que o laboratório é. Havia essa dúvida, mas ele tem no mínimo 83 níveis, como dito no episódio piloto.Ou o o prédio é muito alto, ou é enterrado na terra. A imagem a seguir mostra um mapa detalhado desse laboratório. Agora, se os androides são feitos por outros androides que não sabem que são androides aí é uma outra história, porque existe essa hipótese.

Seria o Dr. Ford o vilão da história? Será que Arnold fingiu sua morte para não levantar pistas? Será que mesmo o Homem de Preto falando dele em terceira pessoa, não é para despistar sua verdadeira identidade? Tudo isso e muito mais a gente debate toda semana em vídeo!

cross-section-of-delos-corporate-office-map-westworld-mesa-hub

Te convido a dar uma passada por lá que as teorias já estão pipocando e eu sempre comento elas na semana seguinte.

  • Emiliane Gasparino

    Se é para criar teorias loucas vamos lá!
    Acho que Ford e Arnold tiveram divergências depois que criaram o parque. Então Ford é responsável pela morte de Arnold. MIB é acionista da empresa e concorda com o raciocínio de Arnold; após a morte do mesmo vai para dentro do parque tentar descobrir o que houve. Ford monta esse esquema do labirinto para atrair MIB, exterminá-lo, assim consegue continuar mandando na porra toda. Billy pode ser o MIB no passado, ele se envolve com Dolores e descobre que ela está programada para desviá-lo do seu objetivo (acabar com Ford). Bernad teria programado Dolores para ser a distração de Billy (acho que a séria tem duas linhas do tempo). O restante dos robôs tem um código que pode ser acionado com uma palavra chave ou uma frase, assim despertando a consciência dos mesmos e começando assim a rebelião das máquinas. A série tem muitas referências bíblicas…a discordância de Arnold e Ford pode ser a seguinte: Ford queria brincar de Deus, e Arnold achava que tinha que ter um limite para isso. Podemos brincar de ser Deus? A “eterna guerra” Ciência vs Religião”. Acho que essa é a analogia de série e essa é a minha teoria maluca kkkkk

    • Tatiana Trindade

      Uau! Você foi mais longe que eu, adorei! hahaha