Resenha – Westworld 1×05 “Contrapasso”

Muita coisa importante aconteceu nesse episódio, alguns diálogos interessantes e o “duelo de titãs”: o Homem de Preto encontra o Dr. Ford pela primeira vez.

Talvez este tenha sido o episódio mais completo e que mais explica, mas ao mesmo tempo te deixa com mais dúvidas ainda. Por exemplo: sabemos que o Lawrence, o homem que acompanhava o Homem de Preto e que foi morto pelo mesmo neste episódio, é o mesmo Lawrence que está fugindo no trem com a nitroglicerina.

img_0420

Algumas pessoas podem dizer que isso significaria duas linhas temporais diferentes, e que o William seria o Homem de Preto no início de tudo. Essa teoria encontra algumas barreiras, como o fato dos androides serem modernos como os da “época” do Homem de Preto, e que, na conversa entre Logan e William, deixar claro que nenhum dos dois conhece o “fundador que morreu”, ou seja, Arnold.

De outro lado, temos novos segmentos e subtramas que começam a aparecer. O menino que parece ser um mini Dr. Ford aparecendo de novo em lugares muito distantes, os trabalhadores do laboratório são mostrados com mais profundidade e sob um novo viés, além do da Maeve, ou da equipe de Comportamento e também o próprio Lawrence, aonde que se encaixa de fato e se aquela cidade é antiga não.

westworld-6-650x341

Ainda, temos a presença constante de Arnold que apareceu logo depois do encontro da Dolores com o Homem de Preto de maneira abstrata, em forma de comando de voz. Estaria ele controlando Dolores remotamente ou ele “vive” dentro da mente dela, como uma dupla consciência, que consegue, inclusive, burlar o modo de análise?

Falando nela, podemos observar uma transição de “moça indefesa” (mas eterna falsiane) para “mulher no comando”, assim como há uma mudança em William, já que ambos matam anfitriões e agora estão, com direito a um beijo acalorado, definitivamente juntos.

evan-rachel-wood-as-dolores-jimmi-simpson-as-william-credit-john-p-johnson-hbo

Será que o Dr. Ford é o androide que tomou conta do parque na falha crítica, 30 anos atrás? Será que o Homem de Preto já conhecia o Dr. Robert Ford e se sim, aonde? Será que “tentar abrir para ver o que tem dentro” foi só uma brincadeira? Para que serve aquele equipamento encontrado no braço do desgarrado? Seria sabotagem? E será que toda essa nova história da Dolores é fruto de meras lembranças e ela tá no mesmo loop dela, apenas revivendo mentalmente essas lembranças?

No fim, sempre permanecemos com mais dúvidas do que teremos respostas. E talvez seja essa a graça da série. Confira o que nos aguarda nas próximas semanas!

Tem alguma teoria? Comenta aí embaixo pra debatermos ou no bate-papo semanal nos vídeos no Youtube!